Depois de estar exposta à pornografia quando tinha apenas 8 anos, Hallah cresceu com ideias pouco saudáveis de que sexo e amor realmente se parecem. Como resultado de ver pornografia, Hallah foi levada a acreditar que o abuso era obrigatório nos relacionamentos, e a única coisa que ela tinha para oferecer era seu corpo. A pornografia a influenciou para acreditar que o abuso e o amor tinham que coexistir, e ela mais tarde aprendeu o quão falso é isso.

Junte-se a Hallah na luta pelo amor real e rejeite as mensagens prejudiciais que a pornografia vende aos seus espectadores.